Jonas Alves

Ou você encontra a dança ou ela te encontra e nesse contato você sairá mudado, não voltará o mesmo, pois o seu corpo todo é modelado para acomodar essa arte que se concretiza nos movimentos. Dessa forma, o teresinense Jonas Alves tornou-se dançarino e, posteriormente, coreógrafo. Desde 2015 Jonas é bailarino no Balé Jovem do Piauí e na Cia José Nascimento. Já participou de seis edições do Festival de Dança de Teresina, duas edições do Passo de Arte-Competição Internacional de Dança que aconteceu em Indaiatuba- SP, do Festival Tempo de Dançar no Rio de Janeiro, do Festival Tanzolymp em São Paulo, da Final internacional Tanzolymp em Berlim na Alemanha, do PriDansp (Prêmio Internacional de Dança de São Paulo), dentre outras competições que rendeu muitos prêmios. Já deu para sentir que o bailarino vive intensamente a dança e vem demonstrando toda a sua garra para vencer os desafios que surgem, tudo para poder dançar.

“Dança é a forma que encontrei mais intensa de liberdade para expressar os meus sentimentos, sem ela eu não existiria.” Jonas Alves

Nome Completo: Jonas Alves Pereira dos Santos

Descrição: Bailarino e coreógrafo

Data de Nascimento: 26/10/1994

Local de Nascimento: Teresina-PI

A inevitável paixão pela dança

A pesar da paixão pela dança, Jonas Alves fez um caminho incomum, começou mesmo foi explorando as artes cênicas, fazendo as oficinas oferecidas pelo Teatro João Paulo II, sob a orientação do professor de teatro, poeta e escritor Eduardo Prazeres. O trabalho nas oficinas foi o despertar para o bailarino, pois consistia em jogos teatrais que exploravam as potencialidades do interprete e dentro desses jogos eles eram provocados a pesquisar sobre as movimentações e possibilidades do corpo. Jonas conta que esse trabalho de consciência corporal foi importante, a partir dessa experiência ele percebeu que seu corpo reagia bem àquela proposta. Então, para ampliar seus conhecimentos ele procurou uma aula de dança, foi quando conheceu a professora, bailarina e coreógrafa Elizabeth Battali e depois da aula identificou-se com a dança e não saiu mais. O que era complemento do teatro foi ganhando um protagonismo maior na vida de Jonas e o encantamento foi guiando o dançarino para a inevitável paixão pela dança.

Os primeiros passos na dança

Quando a paixão pela dança chega, nada segura o corpo. E foi nesse encontro que Jonas Alves pode dilatar-se no palco, foi na dança que ele se reconheceu e preencheu-se. Não tardou muito para que o dançarino começasse a ser incluído nas coreografias. Jonas chegou na dança com tudo, com muita dedicação, força de vontade e entusiasmo conseguiu se desenvolver rapidamente e superar alguns desafios próprios da dança. O dançarino relata que começou a dançar aos 18 anos, idade considerada tarde para iniciar, e o que poderia ser impedimento ele transformou em combustível para buscar se aperfeiçoar. Jonas não esmoreceu, continuou firme e conquistou em 2012 participou do festival de dança de Teresina para testar os seus conhecimentos e experimentar a sensação de apresentar em um festival, para a sua surpresa conseguiu conquistar o 3º lugar na categoria conjunto. Depois da conquista não parou mais.

Da criação ao palco

A apresentação é o produto final de horas de trabalho intenso, de ensaios e muito esforço. Os segundos que antecedem a entrada no palco misturam nervosismo com prazer, dá até o friozinho na barriga, mas quando a sapatilha toca o palco tudo passa, nesse momento a técnica e a representação aparecem. E para subir no palco o dançarino, ou bailarino, segue uma rotina rígida de ensaios e treinos. Além do conjunto de técnicas que rodeiam os dançarinos, Jonas Alves nos fala sobre a importância que a música tem para o seu trabalho, tanto como dançarino como coreógrafo ele é bem intuitivo. A principal preocupação do coreógrafo é mais a transmissão da mensagem e da intenção, afinal ele levou para a dança o que aprendeu no teatro. Suas criações costumam misturar estilos da dança e sem criar separações ele recolhe o melhor de cada técnica para adaptar ao corpo dos dançarinos. A sua inspiração na hora de criar vem do diálogo entre a música e da resposta dada belos bailarinos, dessa observação ele pode criar baseado nas possibilidades dada pelos seus alunos.

“A arte transforma e é essencial.” Jonas Alves

Apendendo com o olhar

A primeira apresentação de Jonas Alves no Theatro 4 de Setembro aconteceu no Festival de Teatro de Teresina, ele pôde realizar o sonho de pisar no palco do teatro e relembra como aquilo foi marcante. O dançarino tem uma rotina de ensaios intensa, a sua semana é ocupada com os grupos Balé jovem do Piauí e Cia José Nascimento, que exigem muita entrega e compromisso. Afinal, para Jonas dançar é essencial. O bailarino participou da final do Festival Internacional de Dança Tanzolymp em Berlim na Alemanha, considerado um dos maiores festivais do mundo. Lá ele apresentou duas coreografias, o solo “Meu adeus” que conquistou o terceiro lugar no IV Festival Tempo de Dançar que aconteceu no Rio de Janeiro-RJ e uma coreografia do espetáculo “Pétalas” dirigida pelo José Nascimento. Jonas batalhou muito para conseguir participar do Tanzolymp e foi graças as campanhas e ajuda dos amigos que ele pôde participar do evento. Ele destaca o incentivo de João Brito que doou as passagens e dos amigos e familiares que contribuíram para os demais gastos. A experiência no exterior transformou o seu olhar a respeito da dança, para a participação no festival foi um divisor de águas. E foi participando dos festivais que o bailarino foi se aperfeiçoando, sentindo a necessidade de constantemente se reavaliar, como resultado do empenho Jonas ganhou uma bolsa de estudos nos Estados Unidos e pretende continuar com o mesmo ânimo.

As mãos que modelam o movimento

Existe muito mais do que amor por trás de uma dança, existe cumplicidade, esforço e dedicação. Cada bailarino e dançarino carrega consigo as descobertas e pesquisas dos seus coreógrafos e diretores. Por isso, Jonas Alves cita com muito carinho os professores e profissionais que conheceu durante a sua trajetória, desde os conhecimentos adquiridos no teatro com o professor Eduardo Prazeres, além da experiência com a coreógrafa e dançarina Elizabeth Battali que ampliou a sua visão a respeito da dança. Atualmente Jonas frisa a importância que duas pessoas têm exercido na sua carreira, uma delas é a Marinalva Gamosa, sempre preocupada com os alunos, auxiliando os dançarinos e dando suporte que precisam nas viagens para que possam participar dos festivais fora do estado. E o José Nascimento, uma das suas referências na dança, que, segundo o dançarino, ajudou na investigação e pesquisa de outras linguagens da dança. Os trabalhos mais marcantes para Jonas Alves foram: O trio “Renascer” por ele coreografado que foi premiado em São Paulo e no Rio de Janeiro e posteriormente selecionado para ser apresentado na Roma. E os espetáculos “Pétalas” e “Centelhas” assinados pelo coreógrafo José Nascimento, pois são fontes de inspiração para o dançarino.

O sonho do bailarino

Jonas Alves mal começou a carreira e já atraiu os olhares no mundo da dança. Não é apenas técnica, movimentos ou talento que seduz o público, é a sua capacidade de cativar o e de transmitir a paixão pela dança. A entrega do bailarino supera os demais obstáculos, é preciso ter muito jogo de cintura e muita criatividade para driblar a falta de recursos. Jonas não perde o ânimo, está convicto de que o seu futuro é a dança, está na dança e que com muita dedicação poderá conquistar os seus objetivos. A busca por novos conhecimentos deve ser constante, um bailarino não pode estagnar, tem que continuar testando, indo além dos seus limites, por isso o dançarino não se contentou com as conquistas, quis ir mais longe, desafiar-se. Jonas Alves, apesar do pouco tempo na dança, tem se mostrado uma referência para outros aspirantes da dança, é um dos orgulhos da nossa dança e só está começando. Podemos esperar muito mais desse bailarino deixou de ser promessa e já é destaque.

Contatos

facebook.com/japs.alves

instagram.com/souojonas

+55 86 99522-8838

Fotos

Vídeos

 

Apresentações

  • 15º festival de dança de Teresina (bailarino)
  • 16º festival de dança de Teresina (bailarino)
  • 17º festival de dança de Teresina (bailarino)
  • 18º festival de dança de Teresina (bailarino)
  • 19º festival de dança de Teresina (bailarino)
  • Festival de folguedos de Teresina (bailarino)
  • 2º Mostra SESC Piauí de Dança (bailarino)
  • 3º Mostra SESC Piauí de Dança (bailarino)
  • Circuito Musical Palmares (bailarino)
  • 22º Passo de Arte-Competição Internacional de Dança-Indaiatuba-SP(bailarino)
  • 23º Passo de Arte-Competição Internacional de Dança-Indaiatuba-SP(bailarino)
  • IV Festival Tempo de Dançar-Rio de Janeiro-RJ ( bailarino)
  • Festival Tanzolymp – São Paulo ( bailarino)
  • Final internacional Tanzolymp Berlim – Alemanha. (bailarino)
  • PriDansp ( Prêmio Internacional de Dança de São Paulo. (bailarino)
  • Palco Giratório Sesc Pétalas – Cia Jose Nascimento.(bailarino)
  • XX Festival de Dança de Teresina (bailarino)

Espetáculos

  • Espetáculo “Ela”-Báttali Cia de Dança (bailarino)
  • Espetáculo: Dançando onde o povo está-Organização Ponto de Equilíbrio (bailarino)
  • Espetáculo: Ringue klauss Vianna (bailarino)
  • Espetáculo: Pixel-Báttali Cia de Dança (bailarino)
  • Espetáculo: Recortes-Báttali Cia de Dança (bailarino)
  • Espetáculo: No Reino dos Contos de Fadas-Balé jovem do Piauí (bailarino)
  • Espetáculo: Centelhas-Cia José Nascimento (bailarino)
  • Espetáculo: Amores-Báttali Cia de Dança (bailarino)
  • Espetáculo: Um conto Espanhol-Bale Jovem do Piauí (bailarino)
  • Espetáculo: Pétalas-Cia Jose Nascimento (bailarino)

Prêmios

  • 2014-“Incentivo à Dança (18º Festival de Dança de Teresina)
  • 2014-Estágio para Cia Sociedade Masculina
  • 2014-1º lugar trio estilo livre avançado “Aos vivos” e melhor trio estilo livre
  • 2014-2º lugar duo estilo livre avançado “Laços”
  • 2014-2º lugar duo contemporâneo avançado “Dois pontos”
  • 2014-2º lugar solo contemporâneo avançado “Por ti fidelidade”
  • 2015-1º lugar solo estilo livre avançado “Fragmento”
  • 2015-1º lugar trio contemporâneo avançado “Sons” e melhor trio
  • 2015-3º lugar duo estilo livre avançado “Composições”
  • Indicação para 22º, 23º e 24º edições do Passo de Arte – Competição Internacional de Dança
  • 2016-3º lugar solo estilo livre “Meu adeus” no IV Festival Tempo de Dançar – Rio de Janeiro-RJ
  • Seletiva pra final do festival Internacional Tanzolymp em Berlin na Alemanha.
  • 2017 3º lugar solo Neo Clássico- solo Masculino Pridansp
  • Internacional Summer Intensive Program National Ballet Academy Denver EUA
  • Solo Contemporâneo “Sobre meus Olhos “ Indicado ao Internacional Orchedance Competition Rovigo – Itália
  • 2017 3º lugar Dou Contemporâneo avançado. Festival de Dança de Teresina
  • Jovem Coreografo Revelação XX Festival de dança de Teresina.

Outras fontes

http://redeglobo.globo.com/pi/redeclube/noticia/2017/01/bom-dia-piaui-ressalta-talento-de-bailarino-e-frisa-campanha-do-jovem.html

http://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2017/01/bailarino-piauiense-faz-campanha-para-participar-de-festival-na-alemanha.html

 

Última atualização: 26/11/2017

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

Publicado em: Artistas, Dança

Tagged as: , , ,

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s