Nayara Fabrícia

A multitalentosa Nayara Fabrícia é atriz, bailarina clássica e apresentadora de TV. Nayara acumula no currículo vários trabalhos nos palcos, seja dançando ou atuando, ou ainda exercendo as duas funções ao mesmo tempo. Atuou como bailarina do Corpo de Baile oficial do Estado do Piauí. Fez parte da Cia Luzia Amélia, participando de espetáculos de dança que retrataram a riqueza cultural do Estado e a garra do povo piauiense, como “Piauiês” (1997), o aclamado “A Dança do Calango” (1998) e Mercado Central (2006). No teatro, fez trabalhos de grande expressão, tais como “O Auto da Folia dos Reis” (2010) pelo grupo Corpos de Teatro, “Musical Palmares” (2010) com direção de Valdemar Santos e “Palha Assada” (2013), com direção de Adalmir Miranda. Nas telonas participou de “Mocambinho: o filme” (2010) e da sátira “Corpúsculo”, ambos com direção de Franklin Pires. Na televisão, comandou durante cinco anos o sensível programa “Felicidade”, pela TV Assembleia. Atualmente é professora da Escola Estadual de Dança Lenir Argento e do curso técnico em dança no Projeto Escola Balé de Teresina. Seu trabalho mais recente é “Permanência” (2010), espetáculo de dança criado pelo bailarino e coreógrafo Datan Izaká.

“Pra mim a dança é alimento.” Nayara Fabrícia

Nome Completo: Nayara Fabrícia

Descrição: Atriz, bailarina, produtora, arte educadora e apresentadora

Data de Nascimento: 13/08

Local de Nascimento: Teresina-PI

Nasce uma artista

A arte parece estar mesmo no sangue da bailarina Nayara Fabrícia. Desde muito cedo ela já dava indícios de que seria artista. A menina passava horas em frente à TV imitando passos os passos de coreografias, e até guiando as coleguinhas na criação de movimentos de dança. Os vizinhos comentavam a criança extrovertida tinha muito talento, pareciam adivinhar o caminho que Nayara traçaria a seguir. A mãe de Nayara, dona Maria Natividade, percebeu aquela vontade pulsante que vinha de dentro de sua filha, e resolveu levá-la para fazer o teste de aptidão na Escola Estadual de Dança Lenir Argento. A menina fez o teste e passou. Foi uma grande felicidade para sua mãe, que também sempre teve o desejo de dançar, mas nunca chegou a concretizar essa vontade. Nayara foi a concretização desse sonho não realizado, a partir daquele momento dançaria por si mesma e pela mãe. Foram 9 anos de estudos e aperfeiçoamento. Durante esse período participou da Cia Juvenil “Dançar Dançar”, conduzida pela coreógrafa Socorro Bernabé. Integrou a primeira turma do Corpo de Baile do Estado do Piauí, representando sua escola em apresentações dentro e fora do Estado.

Encontros valiosos

São muitas as influências femininas na vida de Nayara. A artista teve encontros com mulheres fortes que impactaram significativamente a sua vida. A primeira dessas figuras foi sua mãe, Dona Maria Natividade, sua maior referência de luta, honestidade, e de quem fala com grande paixão. Outro grande encontro de Nayara foi com a bailarina e coreógrafa Luzia Amélia. Luzia percebeu o talento de Nayara e propôs que a bailarina fizesse um teste para integrar sua companhia de dança. Nayara passou, e a partir daquele momento começou uma história bem sucedida dentro da Cia Luzia Amélia. Dançou espetáculos icônicos como “Piauiês” (1997), “Mercado Central” (2006) e o mundialmente conhecido e aclamado “Dança do Calango” (1998). Teve a oportunidade de passar uma temporada na Alemanha apresentando trabalhos junto com a companhia. Para a bailarina, essa vivência com Luzia Amélia foi importantíssima, pois a partir daí começou a se profissionalizar e entender o que era ser verdadeiramente uma artista. “Luzia acredita na transformação das pessoas por meio da dança, e quer que todo mundo vivencie essa experiência. Isso que eu acho incrível nela”, declara a bailarina. Nayara leva essas lições consigo, e demonstra a gratidão pela transformação que a dança causou na sua vida.

Quando o talento não cabe em uma só arte

Tanto quanto a dança, talento que a bailarina e atriz Nayara Fabrícia demonstrou desde criança, a atuação surgiu na vida de Nayara de uma maneira muito natural. Já na infância realizava suas primeiras encenações, quando imitava sua professora, e dava aula para alunos imaginários. A menina sempre foi apaixonada por televisão, cinema e teatro. Junto da Cia Luzia Amélia já realizava apresentações de dança com um tom teatral, mas foi em 2007, com o surgimento da Escola Estadual de Teatro Gomes Campos, que Nayara viu a oportunidade de realizar esse seu outro desejo, tornar-se atriz. Fez parte da primeira turma da escola. Já formada, apresentou vários espetáculos, entre eles, o musical infantil “Franklinstein Jr.” (2008), em que topou o desafio de cantar e atuar. Atualmente desenvolve dois trabalhos no teatro, são eles: “O Auto da folia de Reis” (2010), que viajou o Norte e Nordeste do Brasil pelo projeto SESC Amazônia das Artes (2011), e “Palha Assada” (2013), espetáculo que traz a magia do circo para os palcos. Nas telonas já participou da sátira “Córpusculo” (2010), “Mocambinho: o filme” (2011) e em “Os Sonhos de um Sonhador”, que conta a história do cantor Frank Aguiar.

“Luzia acredita na transformação das pessoas por meio da dança, e quer que todo mundo vivencie essa experiência. Isso que eu acho incrível nela.” Nayara Fabrícia

Trabalhos na tv e sensibilidade

Dançar e atuar já não era o bastante para Nayara Fabrícia. E foi por isso que ela topou o desafio de apresentar um programa de televisão. Em (2011) ela estreou seu programa “Felicidade” na TV Assembleia do Piauí. O objetivo do programa era contar histórias de pessoas anônimas que com muita força com sabedoria e força de vontade venciam as dificuldades impostas pela vida. O programa ficou no ar durante cinco anos, e para Nayara cada história de vida que ela conheceu foi essencial para seu crescimento pessoal. Foi lá também que despertou o interesse para trabalhos no cinema. Recentemente participou do curta metragem “Caminhos” (2017), curta metragem feito pelos alunos do Espaço Pixel, como resultado do Curso Intensivo de Cinema ministrado pelo cineasta Dalson Carvalho. Nayara ainda pretende se dedicar muito a esse seguimento brevemente.

Projetos em andamento

Atualmente a bailarina Nayara Fabrícia se apresenta com “Permanência” (2007), trabalho criado pelo também bailarino e coreógrafo Datan Yzaká. Datan que para essa temporada convidou Nayara para ser sua parceira de cena nesse espetáculo inspirado no livro “A poética do espaço” do filósofo e poeta Gaston Bachelard e no livro “Fazer-dizer do corpo” de Jussara Setenta. O espetáculo se divide em três momentos: o permanecer, o fazer-dizer e o cozinhar, e trata do cotidiano dos bailarinos e seus “monstros”, mostra a rotina dos que fazem dança, as memórias “tatuadas” no corpo ao longo do tempo. Nesse sábado (29/08) você poderá conferir essa performance no “Balde”. Atualmente Nayara se arrisca também como produtora artística. Trará à Teresina o ator e palhaço Adriano Gouvella, que faz parte da Cia de Palhaços de Rua, de Londrina-PR. O ator ministrará no mês de Maio a oficina “Comicidade física com enfoque na arte de Clown”, no Espaço “No Sobrado”. A atriz e bailarina Nayara Fabrícia planeja ainda trabalhos no teatro e cinema para esse ano.

Caminho brilhante

“Pra mim a dança é alimento”, essa é a forma como a bailarina e atriz Nayara Fabrícia descreve sua arte. Nayara é apaixonada pela dança, e suas palavras reforçam esse sentimento. É tão apaixonada, e tão consciente do poder transformador que essa arte pode causar, que se orgulha de hoje em dia passar essas mesmas impressões para seus alunos. Na dança, suas referências são as bailarinas teresinenses Luzia Amélia e Lina do Carmo, a alemã Pina Bausch e a estadunidense Martha Graham. Nayara também desempenha muito bem o seu papel de atriz, e encanta com espetáculos diversos que vão desde dramas até musicais. A atriz e bailarina que já nasceu estrela, traça um caminho brilhante. Carisma, versatilidade e ousadia a tornam uma artista preparada para qualquer desafio. E para esse ano planeja, entre outras coisas, a realização de seu primeiro solo “Corpo Arquivo”. Nesse novo trabalho Nayara pretende trabalhar as experiências obtidas por meio da dança e do teatro. É esperar para ver essa, e muitas outras empreitadas dessa artista multitalentosa.

Contatos

http://www.facebook.com/nayara.fabricia.1

http://www.instagram.com/nayara.fabricia.1/

http://www.youtube.com/user/NayaraFFeitosa

Fotos

Vídeos

Atua como bailarina e atriz

Musical Palmares;

O Auto da folia de Reis.

Atuou como bailarina

A Dança do Calango (1997);

Piauiês (1998);

Cabeça de Cuia o Príncipe das Águas (2004);

Mercado Central (2006).

Atuou na peças

Ubu Rei de Alfred Jarry (2008);

Musical Infantil Franklinstein Jr. (2008);

Musical Infantil Coração Saltimbanco (2009);

Atuou nos filmes

Sátira Corpúsculo de Franklin Pires (2010);

Mocambinho, o Filme (2011);

Os Sonhos de um Sonhador (2016).

Outras fontes

http://gcorpos.blogspot.com.br/p/nayara-fabricia.html

 

Última atualização: 29/04/2017

Caso queria sugerir alguma edição ou correção, envie e-mail para geleiatotal@gmail.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s