Edilberto Leal

Nas mais diferentes expressões artísticas existem histórias de pessoas que mostram que a sua “limitação física”  não as  impedem de alcançar  a excelência no desenvolvimento  de suas habilidades!

Um bom exemplo disso é a história do grande artista plástico piauiense, nosso contemporâneo, o Edilberto Leal, que desde os dois anos de idade contraiu pólio, (uma doença infecciosa viral aguda), que atingiu seus membros, principalmente os inferiores, o que consequentemente comprometeu parcialmente  seus movimentos físicos.

O artista, que é  natural da localidade  Modesto Lopes – Paquetá do Piauí e  que  desde a sua  infância  vive em Fátima do Piauí, município de Picos-PI, ao longo de sua vida, teve e tem  algumas  restrições, (evidentemente nas atividades que exigem um maior esforço físico), porém, isso nunca foi um empecilho a ponto de  impedi-lo de  dar vida e movimento aos seus desejos e aspirações mais profundos.

Após visita  ao povoado Fátima do Piauí, a partir de  conversas com familiares, amigos etc, foi possível  constatar que o  Dil, como é carinhosamente chamado por todos, é querido e admirado de tal forma, que absolutamente ninguém se refere a ele como  “pessoa com deficiência” mas sim, como um grande artista, um ser humano que em sua essência, tem um grande potencial e que é sinônimo de inteligência, garra, determinação, uma verdadeira fonte de inspiração para toda a comunidade.

Assim, neste contexto, opta-se aqui,  por  apresentar aos estimados leitores, deste importante veículo de comunicação, um pouco das  impressões, acerca do talentoso Dil. Porém, de antemão ressalvo que todos devem procurar conhecê-lo mais de perto, para ter a oportunidade de apreciar suas belas obras e principalmente  para usufruir um pouco de sua conversa agradável e divertidíssima companhia.

O artista Edilberto Leal conta que demonstrou interesse pelas artes plásticas desde a adolescência,quando tornou-se admirador  de artistas plásticos renomados, tais como  Salvador Dalí (importante pintor espanhol)  e da brasileira Tarsila do Amaral (umas das figuras centrais da primeira fase do movimento modernista no Brasil), ambos representantes do Surrealismo, movimento de origem francesa, que se  caracteriza como “a arte da  expressão espontânea e automática do pensamento”, por  fluir naturalmente, expressando a fusão dos sonhos e da realidade.

Edilberto não frequentou curso regulares de Artes Plásticas, mas inspirando-se na genialidades desses e de outros artistas, encontrou um campo fértil  no seu próprio  mundo interior, para  expressar toda a sua  subjetividade e até o momento, utilizando uma linguagem plástica moderna e atual, através da  técnica de pintura óleo sobre tela, já contabiliza em torno  de cem quadros pintados.

Primando sempre pela singeleza da composição, ao longo de 20 anos de dedicação, o artista além de fazer a releitura de obras famosas, possui em sua galeria uma coleção de quadros de criação própria. E como a célebre frase do imortal escritor português, Eça de Queirós, nos diz  que  “A arte é um resumo da natureza feito pela imaginação”, adentremos no universo artístico de  Edilberto Leal,  pois sua  imaginação é fértil em demasia e  pelas suas mãos, dia a dia, diversos temas ganham muita cor e naturalmente tornam-se cheios de vida!

É possível encontrar em sua coleção inúmeros trabalhos que impressionam pela beleza, alguns que possuem forte ligação com a sua religiosidade e o  amor que sente  pelo lugar  onde vive, como por exemplo na tela representativa da Igreja de Fátima do PiauíNa oportunidade, o artista informou, que futuramente tem a pretensão de registrar também em tela, uma bandeira que ele criou para representar a mesma localidade.

Com um estilo que mescla sensibilidade e jogo de cores,em sua galeria, há belas  representações de casais enamorados na  pintura,o que demonstra que o artista tem preferência  em pintar   cenas que retratam o compartilhamento do amor a dois.

Neste sentido, as pinceladas que dão  forma à  posição do casal e as cores variadas e intensas, formam um conjunto, que permite mais de uma possibilidade de interpretação aos olhos dos apreciadores.

Em “O Abraço” por exemplo, é possível, dentre outras interpretações, inferir que o artista,utilizou o pincel como ferramenta para retratar a importância do abraço,este como uma forma e atrair   e potencializar sensações de amor, carinho e conexão, capazes de resolver os conflitos que  tem  afastado diuturnamente,  as pessoas, umas das outras.

A obra de Edilberto  é vasta em quantidade e em significados! Além do  caráter  poético contemporâneo que se pode observar,há também uma  espiritualidade  impregnada de valores e  conceitos dentro da  sua crença, como assim ele descreve e inclusive  é perceptível  na sua própria fala, acerca da criação da  tela acima, intitulada “Igualdade Social”. “Na hora que eu  estava pintando essa tela,imaginei um mundo de paz,um  elo entre várias tribos, onde é possível vivenciar sentimentos espirituais,  através da irmandade, algo bem  diferente daquilo que acontece em  nossa realidade  hoje!”, afirmou.

Possivelmente,como cada tela abre para um leque de   interpretações  aos olhos do espectador, é natural que a princípio até mesmo a interpretação  do  criador,acerca de sua  obra, possa  nos  causar  algum estranhamento,mas é exatamente isso  que a torna instigante e convidativa,  para um mergulho,  que  deveras  transcende o visível e o tangível!

Para finalizar, acrescenta-se a tudo que já foi anteriormente dito, que  o Edilberto Leal é dotado de muita sensibilidade e de um profissionalismo fantástico, deveras é um  artista por excelência.No seu cotidiano,em sua comunidade recebe o apoio e incentivo de todos. Já expôs seus trabalhos em escolas  e em outros locais públicos,chegou a participar  uma vez,de um projeto da Secretaria Municipal de Cultura de Picos,intitulado “Projeto Valorizar” entretanto,  na oportunidade se faz mister retomar, o que foi inicialmente colocado, que  o ser humano Edilberto Leal,assim como,  muitos outros picoenses,  possuem  certas limitações físicas,desta forma requer  um olhar mais direcionado do poder público municipal,no sentido de investir  em ações que priorizem oferecer oportunidades iguais de locomoção,etc,para que cada pessoa seja autônoma,pois isso é indispensável para se  legitimar uma  sociedade inclusiva,como também  é algo pertinente,  para contemplar ações relacionadas a um processo de implementação da mobilidade urbana, o que é imprescindível à  participação de todos, uma vez que capacidade de ir e vir são fundamentais para a identidade das pessoas, suas experiências de vida e oportunidades de estudo,trabalhos,dentre outros.

Por fim,não menos importante,convém aqui  ressaltar,que o artista  Edilberto Leal,assim como dezenas de outros artistas picoenses,nas  áreas das  Artes Plásticas, Artes Cênicas, na Música, na Literatura etc,encontram-se carentes  de projetos  culturais mais abrangentes e atrativos,  que possam realmente valorizá-los, viabilizando a circulação da produção cultural local,inclusive  proporcionando a fruição e o acesso amplo da população aos bens culturais.

Mediante o exposto, espera-se que políticas públicas voltadas para todas as demandas citadas, sejam criadas e/ou implementadas no município de Picos-PI,o mais rapidamente possível, para que todos os cidadãos tenham igualdades de oportunidades e o  direito de serem valorizados  e contemplados em todos os aspectos.

CONTATOS: (89) 99404-011  /99401-4717 (Edilberto Leal ) e (89) 99983- 3928 (Gustavo)

Texto escrito por Eva Graça Maria de Brito. Professora efetiva  da  Secretaria de Estado da Educação –PI e amante da Arte da Cultura Piauiense.

Anúncios

2 comentários em “Edilberto Leal Deixe um comentário

  1. É um ícone da arte piauiense, e merecia, por que não, ser reconhecido nacionalmente. Me orgulho de ser seu amigo e admirador

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s